Supermercados catarinenses não devem absorver aumento do ICMS

Em comunicado aos supermercados associados, o presidente da Acats (Associação Catarinense de Supermercados) Paulo Cesar Lopes, admitiu que o setor não terá condições de absorver o aumento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ocasionado pelo corte dfos incentivos fiscais oferecidos pelo Estado.


“Sempre que temos uma situação de elevação da carga tributária isso acaba impactando na formação de preços, resultado dos impactos na cadeia que abastece o setor.O setor supermercadista não tem como absorver o aumento da carga tributária e repassa as variações, quando elas ocorrem, tanto para mais como para menos, e é a partir daí que os consumidores passam a ter contato com novas situações de preços. Isso também ocorre nas sazonalidades da produção agropecuária, em especial os hortifrutigranjeiros”, comentou.


No comunicado a Acats alerta que, a partir de 01/08/2019, por conta do fim da vigência da Lei Estadual nº 17.720/2019, várias mercadorias que estavam na “cesta básica” disposta no artigo 11 do Anexo 2 deixaram de ter o percentual de 7% e passam a ter uma nova tributação, de 12% ou de 17% e orienta sobre a necessidade das empresas associadas atualizem seus cadastros de mercadorias, nos seus sistemas, evitando dissabores futuros.


Fonte: https://ndmais.com.br/blogs-e-colunas/mercado/supermercados-catarinenses-nao-devem-absorver-aumento-do-icms/

wix_expo_online.png

Certificados de Segurança

Site 100% Seguro
Google Safe Browsing

Métodos de Pagamento

Boleto, depósito e cartões de créditos

Frete grátis para todo o Brasil

Prazo dos Correios de até 10 dias úteis

 Garantia 100% de satisfação! 

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossas dicas e promoções

© 1995 - 2020 - CTDE - Centro de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial Ltda.

Rua Gutemberg, 151 - conj 502 Neo 360 New Corporate - Petrópolis, Porto Alegre - RS - CNPJ: 00.472.133/0001-60. 

WhatsApp (51) 99997-2187 - Tel.: (51) 3333-3272 - E-mail: fabiano@ctde.com.br