Preparamos algumas orientações para que seu supermercado seja limpo e organizado

A limpeza e a higiene são de extrema importância para qualquer atividade comercial. Os supermercados não são exceção e precisam de cuidados específicos na manutenção da qualidade dos produtos à venda. Indicamos algumas medidas que facilitam a logística e a preservação de seu estabelecimento.


A primeira é o abastecimento de água potável com boa qualidade em quantidade necessária para uso em todos os departamentos do supermercado. Comece verificando o reservatório ou caixa d’água, que deve conter paredes internas de superfície lisa, impermeáveis e resistentes. Possuir tampa ou cobertura adequada, com abertura de vista que permita inspeção e impeça a entrada de mosquitos, baratas,poeiras ou líquidos é fundamental. Faça a limpeza no mínimo uma vez por ano, de acordo com as recomendações da Secretaria da Saúde. Siga o passo a passo para higienizar

corretamente a caixa d’água:


1- Feche o registro, tire toda a água da caixa d'água.

2- Feche a saída de água.

3- Retire a sujeira.

4- Lave as paredes e o fundo de caixa d'água com água e

sabão. Os utensílios, como vassouras, escovas, rodo e

pano, devem ser de uso exclusivo.

5- Abra a saída de água e retire todo o sabão com água

Corrente.

6- Feche a saída de água.

7- Prepare a solução desinfetante, diluindo 1 litro de água

sanitária em 5 litros de água. Esse volume é apropriado

para uma caixa d'água de 1.000 litros.

8- Espalhe a solução nas paredes e no fundo da caixa

d'água com uma broxa ou pano.

9- Enxague a caixa d'água com água corrente, retirando

todo o resíduo de desinfetante.

10- Esgote toda a água acumulada.

11- Encha a caixa d'água.


Outro passo importante é o combate a baratas, ratos, formigas, moscas e mosquitos. As baratas preferem lugares quentes e úmidos. Suas espécies mais comuns são a barata de esgoto e a francesinha (bem pequena). A primeira vive em galerias de esgoto, bueiros e caixas de gordura. Pode entrar no seu supermercado pelo esgoto, ralos ou até voando em busca de comida. A francesinha é principalmente encontrada na cozinha e gosta de armários, gavetas, interruptores de luz, aparelhos eletrodomésticos, rodapés e caixas de papelão.


Para prevenir, opte por ralos que se abrem e se fecham, mantendo-os sempre cerrados. Coloque o lixo em sacos plásticos, dentro de latas fechadas. Guarde alimentos em recipientes com tampa e limpe locais que possam acumular restos e poeira, como armários, despensa e embaixo da pia. No caso das francesinhas, verifique as embalagens de alimentos, pois costumam ser encontradas ali.


Para combater as pragas, há vários tipos de dedetização. Há algumas ideias caseiras para resolver o problema. Misture duas colheres de sopa de ácido bórico, 2 colheres sopa de farinha de mandioca, 1 colher de sopa de açúcar, 1 colher de sopa de farinha de trigo e 1 cebola ralada. Você terá uma massa no final e deverá colocá-la em vários pontos do seu supermercado, inclusive em armários e gavetas. Cuidado apenas com crianças e animais.


Baratas domésticas precisam ser erradicadas, pois transmitem bactérias, vermes, germes, fungos e protozoários Da mesma forma, ratos exigem controle. Buscam alimento à noite e se escondem durante o dia. Os mais comuns são as ratazanas (abrigam-se externamente em bueiros, lixões e esgotos) e camundongos (abrigos internos: armários, entulho de quintal e despensas).


Para prevenir ratos, precisa-se armazenar bem a comida. O lixo deve ser colocado em sacos plásticos, dentro de lata fechada. As ratazanas ingerem diariamente 15 ml de água, então evite que recipientes acumulem água. Evite entulho no pátio, ponha o lixo na rua apenas no horário da coleta e equipe o seu supermercado com ralos do tipo abre e fecha. Frestas que podem servir de entrada, portanto as deixe cerradas.Não exponha a alimentação de animais domésticos e inspecione caixas de papelão e todo tipo de material que pode ser abrigo ou transporte de camundongos. Caso prefira, chame uma empresa especializada.


Ratos transmitem leptospirose e peste bubônica, além de apresentarem, em alguns casos, piolhos e pulgas, transmitindo-os às pessoas. Insetos como formigas, que vivem em colônias, são mais inofensivas. Porém, atacam alimentos deixados sobre a mesa ou a pia e dentro dos armários. Embale muito bem os alimentos, feche os potes de açúcar e, quando houver formigas, tampe o orifício por onde entram e saem, como na junção de azulejos, batentes e frestas. Algumas podem até picar, causando alergia.


Moscas domésticas são as espécies mais comuns e há chance de transmitirem doenças. Gostam de substâncias orgânicas em decomposição encontradas nas fezes de animais. Temperaturas elevadas favorecem seu aparecimento e esses insetos podem voar até 10 quilômetros. Coloque telas nas janelas e os lixos em sacos plásticos bem fechados para evitar a proliferação. Ademais, barbantes mergulhados em inseticidas (sob orientações técnicas) em cima das janelas são outra alternativa, já que o veneno age quando a mosca pousa. Limpe as fezes de animais e deixe o adubo para jardim exposto ao sol por 15 dias, coberto por saco plástico, pois o sol penetra e as larvas não se desenvolvem.


As moscas podem transmitir bactérias, vermes, fungos, germes e protozoários. Os mosquitos, do mesmo modo, gostam do calor. Os mais comuns são o culex (pernilongos noturnos) e o Aedes aegypti (transmite a dengue). Os dois precisam de água para se reproduzir - o colex em água suja, já o aedes em água limpa. Para prevenir, mantenha os reservatórios limpos, sem água parada, com as caixas d’água fechadas. Remova os entulhos e leve-os para o local correto. Ponha areia no pratinho de plantas ou lave com bucha a cada 15 dias.


A coleta de lixo é fundamental para conter o aparecimento de pragas. Coloque-o em lixeira contendo saco plástico, com tampa e pedal em local isolado. O tamanho das lixeiras deve ser suficiente para receber a quantidade que será recolhida diariamente ou ao menos três vezes na semana. Lave as lixeiras logo após o recolhimento do lixo e nunca deposite-o diretamente sobre o solo ou queime-o ao ar livre. Siga sempre as normas estabelecidas pela prefeitura.


Quanto ao lixo reciclável, as embalagens podem ser usadas para fabricação de novas mercadorias. Por isso, tenha uma lixeira específica para isso, repartindo o que é vidro, metal, plástico, papel ou sobra de alimento. Tudo isso dará vantagens econômicas, ecológicas e sociais, de forma que o vidro e o papel poderão ser vendidos, evitando-se a poluição e ajudando famílias que vivem da reciclagem a terem uma renda melhor.


Os banheiros, tanto masculinos quanto femininos, devem estar sempre limpos, orientando-se os funcionários de como usá-los. Os vestiários também têm de apresentar boas condições de limpeza e ordem nos armários em que são dispostos os pertences e uniformes. Se possível, equipe as janelas, portas e demais aberturas com telas à prova de insetos. Finalmente, as paredes do depósito e da loja necessitam obedecer ao que foi estabelecido pela fiscalização, como paredes e pisos revestidos de material liso, resistente, impermeável e não absorvente.


No cuidado aos alimentos, só exponha para venda aqueles que têm alta qualidade, de modo que estejam em perfeito estado de conservação. O fabricante deve ter licença para a industrialização ou produção, atendendo às exigências da Legislação Federal e Estadual relativas ao registro de rotulagem e padrões de identidade e qualidade, conforme normas do Código de Proteção e Defesa do Consumidor.


Em todas as fases de produção até o consumo, os alimentos exigem estar livres de contaminação física, química e biológica. Os perecíveis, em especial, devem ser transportados, armazenados ou depositados sob determinadas condições de temperatura, umidade, ventilação e luminosidade, que os protejam de deteriorações. Afaste-os de desinfetantes, solventes, combustíveis líquidos, produtos de perfume, limpeza e similares. Os utensílios, recipientes e equipamentos utilizados com produtos crus não entram em contato com alimento cozido, a não ser que tenham sido devidamente desinfetados.


No momento da industrialização ou comércio de alimentos e no preparo das refeições evite ao máximo o contato manual. Para isso, use luvas ou pegadores para produtos vendidos nos balcões frigoríficos. No acondicionamento de alimentos, não utilize embalagens de jornal, papéis coloridos ou filmes plásticos com a face interna impressa. Os depósitos têm de ser limpos, com estrados ou prateleiras de altura mínima de 40 cm do piso e separados por corredores, evitando a presença de baratas e ratos. Produtos como alho e cebola - que exalam odores - são separados dos demais, assim como os embalados que não ficam junto de embalados.


Por suas características, os perecíveis são refrigerados. Portanto, é essencial que o consumidor saiba a temperatura ideal mínima para a conservação. A embalagem deve constar o seguinte: “conservar sob refrigeração” e “conservar gelado” ou “manter em temperatura abaixo de 7°C, data de fabricação e data de validade”. As saladas que forem preparadas com insumos crus requerem boas condições de higiene e temperatura abaixo de 7°C até o consumo, segundo ordens da fiscalização. Os congelados são mantidos em temperatura inferior a -18°C e devem ser descongelados em instalações com temperatura em torno de 7°C.


O uso de equipamentos para cortar a carne, como faca, moedor e serra, podem proporcionar eventuais cortes nas mãos dos funcionários da fiambreria ou açougue. Caso isso aconteça, afasta-se quem se machucou ou se faz o curativo necessário. Não deixe o ferimento entrar em contato com o produto. Pessoas suspeitas de portar febre tifoide, disenteria, hepatite infecciosa, tuberculose ou doenças transmissíveis não manuseiam alimentos. Se alguém da equipe apresentar febre ou alterações cutâneas como coriza só poderá retornar após autorização médica. As mãos precisam ser lavadas antes do início do trabalho. Fixe cartaz em local visível nos lavabos orientando para que se lave as mãos antes do começo das atividades.

Certificados de Segurança

Site 100% Seguro
Google Safe Browsing

Métodos de Pagamento

Boleto, depósito e cartões de créditos

Frete grátis para todo o Brasil

Prazo dos Correios de até 10 dias úteis

 Garantia 100% de satisfação! 

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossas dicas e promoções

© 1995 - 2020 - CTDE - Centro de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial Ltda.

Rua Gutemberg, 151 - conj 502 Neo 360 New Corporate - Petrópolis, Porto Alegre - RS - CNPJ: 00.472.133/0001-60. 

WhatsApp (51) 99997-2187 - Tel.: (51) 3333-3272 - E-mail: fabiano@ctde.com.br