Funcionária deu R$ 50 mil em prejuízo para supermercado

Uma ex-funcionária de uma rede de supermercados acusada de causar um prejuízo que supera os R$ 50 mil foi condenada e decisão publicada neste domingo pelo Tribunal de Justiça. De acordo com o processo, a mulher era responsável pelo setor de cartões de crédito da rede e teria cancelado compras dela e de familiares 66 vezes. A mulher foi presa pelo Grupo de Diligências Especiais em junho de 2018 na sede da empresa, após uma auditoria feita pelo setor financeiro. Segundo os autos, os responsáveis começaram a observar as irregularidades em que ela cancelava as próprias compras, assim como as do marido e também do cunhado que morava no mesmo quintal que a acusada. Como procedimento normal, toda vez que um cliente cancela uma compra de cartão de crédito, ele precisa devolver o produto à rede para que seja dada uma nova entrada da mercadoria no estoque. Nesse caso, a funcionária se aproveitava do cargo para cancelar as compras e ficar com os produtos adquiridos. De acordo com os relatórios financeiros da empresa, a conduta delituosa rendeu um prejuízo estimado em R$ R$ 56.536,44 em um curto período de tempo. Em sua defesa, a acusada afirmou que tinha alguns benefícios dentro da empresa e cometeu o crime, pois passava por uma situação financeira complicada. Em sua argumentação, a Juíza configurou o crime praticado pela ex-funcionária como Estelionato. “É justamente o que se visualiza em relação aos fatos descritos nestes autos. A acusada utilizava-se do mesmo modus operandi, aproveitando-se do acesso facilitado que tinha ao sistema financeiro do estabelecimento em que trabalhava e, de forma dissimulada, fazia o cancelamento das compras por ela realizadas nas filiais do mercado, assim como as realizadas por seu marido e cunhado, sem efetivamente fazer a devolução das mercadorias que recebia da vítima (na sua maioria bens de consumo)”. Levando em consideração o número de vezes em que a acusada praticou o crime, ela foi condenada a dois anos e seis meses de reclusão e mais multa. Como a mulher não possui outros registros policiais, a pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade e pagamento das custas processuais. O caso cabe novo recurso.


Fonte: https://cgn.inf.br/noticia/funcionaria-que-deu-prejuizo-que-supera-os-r-50-mil-a-rede-de-supermercados-e-condenada

wix_expo_online.png

Certificados de Segurança

Site 100% Seguro
Google Safe Browsing

Métodos de Pagamento

Boleto, depósito e cartões de créditos

Frete grátis para todo o Brasil

Prazo dos Correios de até 10 dias úteis

 Garantia 100% de satisfação! 

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossas dicas e promoções

© 1995 - 2020 - CTDE - Centro de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial Ltda.

Rua Gutemberg, 151 - conj 502 Neo 360 New Corporate - Petrópolis, Porto Alegre - RS - CNPJ: 00.472.133/0001-60. 

WhatsApp (51) 99997-2187 - Tel.: (51) 3333-3272 - E-mail: fabiano@ctde.com.br