Dúvidas de como definir o formato de seu supermercado? Pensar no público-alvo é peça-chave

Começamos a viver a era do consumidor. A forma de gerir um supermercado não é mais a mesma com o advento de novas tecnologias e da globalização. Para sobreviver no mercado competitivo, é necessária adequação às transformações. As novas gerações são imediatistas e ditam como deve ser o produto que desejam. O cliente será, ainda mais do que antes, responsável pela manutenção das empresas. Quando se planeja o formato de um supermercado, você deve pensar no consumidor. Qual formato dar a ele? De que forma atualizar o seu negócio para satisfazer as expectativas do público?


O varejo mundial, por exemplo, é um dos setores afetados por essas mudanças. No Brasil, trata-se de uma competitividade que foi acelerada, pois o consumidor descobriu o seu potencial e passou a exigir, na hora de comprar, por vantagens e serviços melhores. Devido ao mercado saturado em suas nações de origem, as grandes redes estrangeiras buscam oportunidades de negócio mais rentáveis em mercados estrangeiros, como vem acontecendo em nosso país. A pergunta que fica é: haverá mercado para tanta gente?


Atualmente, com a variedade de ofertas, pode-se afirmar, tranquilamente, que não existe um único formato vitorioso de negócio. Todos os formatos podem dar certo. Não é a concentração que vai tirar alguém do mercado, visto que as compra mensais ou quinzenais apresentam a tendência de serem realizadas em grandes supermercados, com preços promocionais e maior diversidade de produtos. Os supermercados de bairro/vizinhança, por serem mais próximos do consumidor, continuam correspondendo às necessidades de compras do dia a dia e continuarão como os locais preferidos para a compra de alimentos básicos (pão, leite, carne, frutas e verduras).


Do mesmo modo, lojas especializadas ainda existirão. Hoje, há uma tendência de crescimento de supermercados até mil metros quadrados de área de venda, porque não se consegue mais comprar grandes terrenos em áreas potencialmente de interesse (se esses terrenos existirem, os preços serão elevados) e as lojas de menor porte têm mais estabilidade econômica. Conseguem prever o quanto é possível destinar às compras para abastecer a despensa, sem a ameaça de alta repentina de preços.


O que importa, portanto, é traçar uma estratégia adequada ao público visado. Pequenos e médios supermercados precisam atender ao consumidor basicamente nos seguintes itens, conforme pesquisas realizadas pelo Centro de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial - CTDE: bom atendimento, limpeza, preços justos, confiança, organização das prateleiras, variedade com qualidade, preços visíveis e legíveis, estar próximo da casa do consumidor, serviço de entrega, estacionamento e segurança. Lojas de bairro/vizinhança, por sua vez, devem exibir o maior número de produtos possível, de forma que funcionarão como os antigos armazéns, em que o cliente, normalmente apressado, encontra tudo de que precisa.


Em suma, não há uma única forma de supermercado. Todas podem dar certo, se forem planejadas de acordo com as necessidades do público que se quer alcançar. Não adianta colocar uma loja num bairro de alto poder aquisitivo e encher as prateleiras de arroz e feijão. O mix de produtos deve estar adequado ao perfil do consumidor que se tem a intenção de atingir. Por isso você, pequeno e médio supermercadista, não tente disputar espaço com uma concorrência que não é sua, como os hipermercados ou lojas especializadas. Concentre-se no seu negócio e nos desafios diários que precisam ser solucionados. Pense em aspectos que podem conquistar os clientes: mercados de periferia, caso ofereçam um atendimento mais pessoal e personalizado, já saem em vantagem.

Certificados de Segurança

Site 100% Seguro
Google Safe Browsing

Métodos de Pagamento

Boleto, depósito e cartões de créditos

Frete grátis para todo o Brasil

Prazo dos Correios de até 10 dias úteis

 Garantia 100% de satisfação! 

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba nossas dicas e promoções

© 1995 - 2020 - CTDE - Centro de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial Ltda.

Rua Gutemberg, 151 - conj 502 Neo 360 New Corporate - Petrópolis, Porto Alegre - RS - CNPJ: 00.472.133/0001-60. 

WhatsApp (51) 99997-2187 - Tel.: (51) 3333-3272 - E-mail: fabiano@ctde.com.br