Como vender Frutas, Carnes e Pães no Supermercado - Super Dicas Açougue, Padaria e Hortifrúti

A série de vídeos da Expo Supermercados, VISITAS EM SUPERMERCADOS, tem como objetivo apresentar supermercadistas de bairros e de vizinhanças, de todo o Brasil, demonstrando suas qualidades com muitas imagens do supermercado e dicas para o setor supermercadista.


Agradecemos aos proprietários do Supermercado Bresciense, Juliano Paolazzi e sua famíla, pela gentileza em receber a equipe de produção da Expo Supermercados - Feira de Negócios, Experiências e Inovações.



Confira mais vídeo no Canal da Expo Supermercados no YouTube: https://www.youtube.com/exposupermercados




Conteúdo do vídeo:


Olá, meu nome é Juliano Paolazzi, sou do supermercado Bresciense Gravataí.


Aqui na empresa eu cuido da parte do comercial, o meu pai cuida da parte hortifrúti, uma das minhas irmãs cuida do financeiro com RH outra parte toda a parte fiscal cuidando a padaria essa minha outra irmã. E isso a gente vai tocando em família. Cada um pega uma partezinha na empresa devagarzinho vai indo. Na loja a gente tenta trabalhar com preço justo então nunca cobrar demais do consumidor e preço justo pessoal gosta de variedades de mix, as vezes a gente até tem cliente que se surpreende um pouquinho a mais é mais trabalhoso também, cuidar que essa da ruptura mas é o que nos motiva cada dia na buscar atender todo mundo da melhor forma possível desde a classe mais baixa classe a mais alta que frequenta nossa loja. Num primeiro momento a gente começou o mercado com uma forma de ganhar o pão, porque a gente veio do interior e aquela coisa o pai e a mãe com o filho pequeno tem que buscar alguma uma renda, e com o tempo a gente foi entendendo como era mercado, lá no interior não tem a compreensão do que era o supermercado. Lá tu tinha criação de galinhas, frango e e tu vem aqui para a cidade o que é o mercado, então a gente foi devagarzinho entendendo conforme a gente foi estudando entrou na faculdade daí eu vou para esse negócio tem fundamento da pra se desenvolver, então devagarzinho foi foi crescendo.


O nosso hortifrúti no caso quem faz toda a questão da compra é meu pai, o Alexandre, então assim ele vai, ele se envolve muitas parcerias com produtores no caso então ele consegue buscar o produto direto da fonte, consegue também atenção. Tu tem a questão do preço consegue um preço bacana mas consegue buscar a qualidade do produto sempre então é um trabalho diferenciado, é mais trabalhoso sim é muito mais trabalhoso do que tu simplesmente ir numa Ceasa e buscar um boxe lá mas também tu tem a contrapartida do produto chega com a outra qualidade. Dá mais trabalho sim, mas o resultado também é diferenciado. O nosso hortifrúti hoje ele tem uma venda ele tem a quarta feira que é o dia que dá pico maior e tem um final de semana também que tem uma representatividade boa nele. Ele também, essa questão da nossa exposição a gente procura buscar em muitos colegas a nossa rede também que faz uma exposição bacana vamos lá vou lá para o aqui uma ali porque a gente hoje em dia a gente não consegue criar tudo muita coisa a gente copia.


O nosso açougue ali a gente tem uma um diferencial que em Gravataí que a gente é uma das poucas lojas que tem o a gente pode fazer toda a manipulação, desde fazer o corte da carne, fazer o tempero da carne criar cortes novos, fazer um bife à milanesa, um bife de frango, com bacon digamos tu inventa o que tu quiser, claro desde que seja aprovado pelo órgão de fiscalização isso nos ajuda muito lá um diferencial também nossos processos é uma coisa que nossa ajuda é é um processo bem adequado buscar parceria com fornecedor, as vezes nem são preço importa tem que ter qualidade no produto também, o consumidor tem sentimentos da gente ''tô pagando um pouquinho mais caro nessa carne e ela tem uma qualidade um pouquinho diferenciada''. Então isso nos ajuda bastante hoje. O nosso padrão tanto quanto autoatendimentos quanto o balcão a gente busca fazer o mesmo toalete, mesma limpeza do corte. Muitas vezes o cliente vai na bandeja porque uma força menor mais rápido tá com pressa então o corte que tu vai encontrar no balcão que vai comprar no da bandeja também para bandeja é aquela questão que a gente está com pressa vai ali e pega tá prontinho e a questão do balcão, o pessoal faz treinamento tem o gestor que cuida bem do processo trabalha bem a equipe então um reuniões matinais todo dia, alinhando todo dia é uma novidade.


A nossa padaria quem faz gestão é minha irmã, no caso Daniela então ela é muito criteriosa. A ponto de fazer o receituário, passo a passo ali, é tudo com ela vai ser eu passo a passo ali tudo com ela, ela tem a equipe que trabalha com ela, faz a gestão tudo que sai lá, ela tem um receituário certinho e não tem como fugir muito, é bem cri cri, tem que ser, entregar o produto fresquinho e bom pro cliente.


Tanto Confeitaria como padaria tem toda essa questão da do pão fresco que sai toda hora é isso não adianta não é fazer uma fornada de manhã esquecer ali, toda hora tem pão fresco questão da Confeitaria também, um produto fresco diariamente e nos ajuda bastante também a questão de ter também a questão docinho lá dentro lá e a gente consegue fazer a manipulação de frios, então ter frios frescos toda hora, tanto no atendimento, fatiar eles para eles fazerem uma porção de seu agrado, então isso ajuda muito do cliente, as vezes o cliente quer uma porção menor ou maior ou ele pega no atendimento ou pega no autosserviço, a gente consegue linkar nos dois lados.


As maquinas de suco Zummo a gente trouxe com o objetivo de conseguir um produto de maior qualidade mais qualidade para os consumidores uma vez que vender laranja todo mundo vende, mas agora vender um suco que o cliente possa chegar na hora e se servir, é um diferencial que a gente age o nosso consumidor se o cliente for bem se sentir bem servido bem atendido é uma tendência de ele voltar final do ano passado a gente começou a pensar na ideia da bergamota, a gente trabalha com uma laranja muito boa a gente tem a questão da Bergamota que é muito forte aqui no estado, alguns chamam de tangerina também então a gente fez essa aposta a gente fez um testezinho quando veio começou a safra da bergamota a gente viu o consumidor gostou da ideia e a gente colocou duas máquinas porque senão tem que trocar toda hora a fruta então a gente colocou duas maquinas lá, pessoal tá gostando, no caso do suco é feito na hora então o cliente chega ali, vê ele via fruta sendo espremida na hora, então é uma experiência diferente, compra é diferente para chegar numa geladeira e pegar um suco industrializado pronto não é que tá ali há uma semana ou dias, ele chega no momento que tá se servindo ele já pode sair consumindo na hora, é como se pegasse uma laranja e espremesse na hora, ou uma bergamota digamos é as novidades que vem que a indústria nos traz sempre opção bem interessante o cliente gosta de algo novo.


A indústria lança alguma coisa conforme a gente consegue a gente vai colocando ela para deixar disponível pro nosso cliente uma das questões também que achou do mundo nosso cliente hoje é questão de estacionamento, a gente poderia ter feito um investimento muito grande para dar comodidade para ele chegar até onde estacionar, guardadinho, seguro então isso nos ajuda muito se não fosse estacionamento talvez muita gente passaria na frente e ia embora. A questão do ambiente é importante a gente vê que o nosso cliente tem que se sentir bem. Então não adianta colocar ele num espacinho pequeno e apertado o máximo de comodidade possível que a gente possa oferecer, caso a gente não puder oferecer qualidade pro nosso cliente, ele não volta, infelizmente acontece isso.